Páginas

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Perigos da internet

Qual o risco que a internet traz para nossas crianças e adolescentes?

Não há dúvida de que a internet é uma ferramenta que tem auxiliado o crescimento humano, pois o conhecimento que podemos armazenar e consultar através dela é infinito. Mas existe também o “lado negro da força”, como pedofilia, pornografia e crimes cibernéticos (só para citar alguns fatores negativos). Como tudo na vida você tem o direito de escolher o que é melhor pra você e pagar um preço por essa escolha.
Danger. Keep out. Sign

Mas as crianças e adolescentes não tem o preparo necessário para distinguir o “certo do errado” numa sociedade a cada dia mais virtual. Cabe então a nós, como pais e responsáveis, monitorar o que nossos filhos acessam na rede e, constantemente, os intruirmos a não conversar com estranhos e, em hipótese alguma, fornecer números de telefone ou endereço residencial.
Na verdade os cuidados online são, basicamente, os mesmos da vida real. Minhas filhas não navegam na internet quando não estou em casa (ou minha esposa), pois o risco de entrar em algum site “malicioso” por engano é muito grande, e depois que o mal está feito torna-se muito difícil contornar.

Ajuda nessa difícil tarefa

Para auxiliar os pais e responsáveis, existe a SaferNet Brasil, uma associação civil de direito privado, com atuação nacional, sem fins lucrativos ou econômicos, sem vinculação político partidária, religiosa ou racial. Fundada em 2005, ela recebe denúncias sobre crimes cibernéticos, disponibiliza cartilhas de segurança e patrocina pesquisas sobre o uso da internet no Brasil.
A última pesquisa da SaferNet teve como foco as crianças, adolescentes e jovens e pais no Brasil (1400 entrevistados) e o resultado é alarmante e merece destaque:
  • 87% afirmaram não possuir qualquer restrição para utilizar a internet
  • 53% tiveram contato com conteúdos agressivos
  • 38% dos jovens internautas relataram já ter sido vítima de ciberbullying
  • 10% afirmaram já ter sofrido algum tipo de chantagem on-line
  • 64 % dos jovens usam a Internet principalmente no próprio quarto, contrariando uma das dicas de prevenção que orienta a manter o computador em área comum da residência
  • 55% dos jovens reconhecem que ficam tempo demais na Internet
  • 27% dos jovens afirmam já ter encontrado (presencialmente) ao menos uma vez amigos que conheceram pela Internet
  • 21% afirmam que fornecem livremente o nome da escola e/ou clube que freqüentam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Perigos da internet

Qual o risco que a internet traz para nossas crianças e adolescentes?

Não há dúvida de que a internet é uma ferramenta que tem auxiliado o crescimento humano, pois o conhecimento que podemos armazenar e consultar através dela é infinito. Mas existe também o “lado negro da força”, como pedofilia, pornografia e crimes cibernéticos (só para citar alguns fatores negativos). Como tudo na vida você tem o direito de escolher o que é melhor pra você e pagar um preço por essa escolha.
Danger. Keep out. Sign

Mas as crianças e adolescentes não tem o preparo necessário para distinguir o “certo do errado” numa sociedade a cada dia mais virtual. Cabe então a nós, como pais e responsáveis, monitorar o que nossos filhos acessam na rede e, constantemente, os intruirmos a não conversar com estranhos e, em hipótese alguma, fornecer números de telefone ou endereço residencial.
Na verdade os cuidados online são, basicamente, os mesmos da vida real. Minhas filhas não navegam na internet quando não estou em casa (ou minha esposa), pois o risco de entrar em algum site “malicioso” por engano é muito grande, e depois que o mal está feito torna-se muito difícil contornar.

Ajuda nessa difícil tarefa

Para auxiliar os pais e responsáveis, existe a SaferNet Brasil, uma associação civil de direito privado, com atuação nacional, sem fins lucrativos ou econômicos, sem vinculação político partidária, religiosa ou racial. Fundada em 2005, ela recebe denúncias sobre crimes cibernéticos, disponibiliza cartilhas de segurança e patrocina pesquisas sobre o uso da internet no Brasil.
A última pesquisa da SaferNet teve como foco as crianças, adolescentes e jovens e pais no Brasil (1400 entrevistados) e o resultado é alarmante e merece destaque:
  • 87% afirmaram não possuir qualquer restrição para utilizar a internet
  • 53% tiveram contato com conteúdos agressivos
  • 38% dos jovens internautas relataram já ter sido vítima de ciberbullying
  • 10% afirmaram já ter sofrido algum tipo de chantagem on-line
  • 64 % dos jovens usam a Internet principalmente no próprio quarto, contrariando uma das dicas de prevenção que orienta a manter o computador em área comum da residência
  • 55% dos jovens reconhecem que ficam tempo demais na Internet
  • 27% dos jovens afirmam já ter encontrado (presencialmente) ao menos uma vez amigos que conheceram pela Internet
  • 21% afirmam que fornecem livremente o nome da escola e/ou clube que freqüentam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário